segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Morre lentamente...



“Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música e quem não acha graça de si mesmo.”

Por  Martha Medeiros