segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Carta para 2016



Seja bem-vindo, Ano-Novo. Que seja um ano para se passar de pés descalços, espírito aberto, consciência limpa e sorriso licencioso. Não pese. Mantenha os horrores afastados. Por perto, apenas os amigos de boa conversa, os dias de praia sem uma única nuvem no céu e encontros amorosos. Então que todo mundo aprenda a viver bem, a seu modo, que assim ninguém contaminará a humanidade com seu mau humor.
2016, seja um ano poético, vibrante, desencanado, musical, livre de vaidades, menos tecnológico, mais humano, solidário, natural, energético, romântico. Um ano hippie, ao melhor estilo paz e amor. Andamos saudosos.

Por Martha Medeiros