domingo, 12 de abril de 2015



"Amar não é calmo, muito menos previsível. É viver um turbilhão de sentimentos que causam um frio constante na barriga. E é ao mesmo tempo não querer nunca que essa sensação acabe. É aprender tudo do zero, juntos."