sábado, 19 de julho de 2014

João Ubaldo Ribeiro - Saudades eternas. 1941 - 2014

"Em tese, somos capazes de nos apaixonar por tantas pessoas quantas sejamos capazes de lembrar, o limite é este, não um ou dois, ou três, ou quatro, ou cinco, ou dezessete, todos esses números são arbitrários, tirânicos e opressores."

 João Ubaldo Ribeiro - "A casa dos budas ditosos"